Lidando com a ansiedade (Introdução)

Não sei se havia comentado com vocês antes, mas quando me mudei para os EUA em 2009, além das mudanças habituais que sofri por ter mudado de país, conheci pela primeira vez o tal do “Transtorno de ansiedade”. Sim, sempre fui uma pessoa ansiosa, mas minha ansiedade era sempre levada para o lado bom das coisas, como por exemplo contar uma novidade à alguém, ficar ansiosa para algum evento ou uma situação, etc. No entanto, a ansiedade que passei a conhecer é algo que não desejo para ninguém e que, infelizmente, tenho que conviver todos os dias.

Certa vez (em meados de 2010), comecei a sentir os sintomas pela primeira vez. Tudo estava bem até o momento em que senti um arrepio que começava nos pés e subia pela espinha dorsal (uma espécie de formigamento), em seguida veio o suor nas mãos, palpitações e calafrios (daqueles que você precisa ir para debaixo das cobertas e ficar lá tremendo de “frio”. A sensação é mesmo indescritível. Pensava que iria morrer e até cheguei a pedir ao marido para me levar ao pronto-socorro. Na minha cabeça eu estava realmente passando mal (fisicamente). Fato é que meu marido me acalmou e após mais ou menos duas horas eu comecei a me sentir melhor. Da mesma forma que isso veio, acabou indo embora.

Meu medo de que tudo aquilo acontecesse novamente fez com que eu procurasse um médico. Após ouvir meus sintomas e fazer um exame de sangue completo (onde nada foi encontrado), veio a revelação: crise ou transtorno de ansiedade.

Tudo bem, mas como lidar com isso? Por que eu? Ansiedade do que? Essas respostas são realmente muito difíceis de serem encontradas, mas garanto que reconhecer que você está sofrendo deste tipo de transtorno já ajuda e muito. É mesmo difícil admitir que sofremos de ansiedade, depressão ou pânico, e o pior mesmo é ver como as pessoas que nos rodeiam não sabem lidar com isso (às vezes nem acreditam que estamos passando por tudo aquilo).

Passada a fase de descoberta, resolvi pesquisar e ver como eu poderia eliminar ou controlar esse transtorno. É isso que quero dividir com vocês nos próximos posts. Fiquem ligados no Nana News. Em breve publicarei o “Lidando com a ansiedade  – parte 1”

PS – quer receber um e-mail todas as vezes que eu publicar algo novo no Blog? Basta clicar em “Seguir o Nana News” lá no final da nossa home page.

Anúncios

5 comentários sobre “Lidando com a ansiedade (Introdução)

  1. betacummins73B. C. disse:

    Fiore,
    Falar – colocar para fora, tudo aquilo que nos incomoda é parte importante do processo de descoberta da causa e da solução.
    Sei que você está tomando passos neste caminho e desejo que em breve você reestabeleça o equilíbrio.
    Um beijo muito carinhoso e você não está sozinha! ❤

  2. Flávia disse:

    Eu reconheço perfeitamente esses sintomas, mas como você disse reconhecer que esta passando por esse transtorno ajuda e muito. Procurei ajuda faz um ano já e sinto bem melhor e tenho mais controle apesar de ser um treino constante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s