Os fatais “só 5 minutinhos”…

É verão aqui nos EUA, e com ele vem uma enxurrada de notícias de cortar o coração: toda semana uma criança morre por ser “esquecida” ou deixada por alguns minutos dentro do carro. Uma triste realidade que está cada vez mais presente no nosso dia-a-dia.

O que me levou a escrever este post foi a minha indignação quanto ao último caso de negligência dos pais que acabei de ler no site de notícias. Eles simplesmente deixaram uma criança de dois anos de idade por 10 minutos dentro do carro trancado e com todos os vidros fechados para ir à uma loja de celulares. A criança estava aos prantos quando uma mulher que passava pelo estacionamento viu o que estava acontecendo e começou a se desesperar para quebrar o vidro e salvar a vida da criança. Várias pessoas se mobilizaram com a situação e ajudaram a mulher a quebrar o vidro. Após várias tentativas, ela finalmente conseguiu e notou que a criança suava da cabeça aos pés, chamou uma ambulância e a criança foi atendida e levada ao hospital. Quando os pais ficaram sabendo, a preopcupação dos mesmos era se o seguro da mulher que salvou a criança iria pagar os danos causados no vidro do carro. Oi????? Ainda bem que as autoridades indiciaram o casal por negligência e eles podem vir a ser presos e até perder a guarda da criança.

Sou totalmente contra deixar uma criança dentro do carro, independente se está frio ou calor, se vai “ser coisa rápida” ou não. Mesmo que a criança esteja dormindo vale a pena acordá-la ou levá-la com você para onde for. Não importa se você vai demorar apenas dois ou cinco minutos para fazer o que precisa ser feito. Leve seu filho sempre com você.

Pensando nessa situação terrível, foi feito um teste de resistência em adultos para que eles sintam o que uma uma criança sente ao ficar “alguns minutinhos” dentro do carro. Foi oferecida a quantia de cem dólares para quem conseguir ficar APENAS DEZ MINUTOS dentro do carro com vidros fechados e em dia de calor. Ninguém conseguiu ficar por mais de SETE minutos, e muitos já estavam passando mal. Vejam só o resultado:

Eis aqui o alerta pessoal: independente do que você precisa ou vai fazer JAMAIS deixe seu filho(a) dentro do carro.A vida dele(a) vale muito mais do que seus “cinco minutinhos”.

Anúncios

Um comentário sobre “Os fatais “só 5 minutinhos”…

  1. Simone Maria de Moraes disse:

    Aqui no Brasil no Brasil não é diferente. Em nenhuma hipótese deve se deixar uma criança sozinha em um veículo. É uma triste realidade o que acontece no mundo. Cada vez mais vivenciamos a falta de responsabilidade, amor e dedicação dos pais. Estamos perdendo valores, o que causa imensa decepção e insegurança em relação ao comportamento das futuras gerações. Precisamos de mais pessoas como você, Nana, que dedica seu precioso tempo para publicar matéria com tamanho impacto,para que, talvez, despertem e passem a agir com mais cautela, de forma a assumirem o real papel da maternidade/paternidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s