O adeus à caligrafia… snif!

É óbvio que mais dia menos dia isso iria acontecer. A tecnologia está cada vez mais influenciando o nosso dia-a-dia (isso todo mundo já sabe). Aqui nos EUA desde 2011 vem sido discutida formas de aposentar a letra cursiva (de mão), e este ano (2014) pelo menos aqui em Seattle e Bellingham as escolas já “deletaram” do currículo escolar.

A justificativa é muito simples: o argumento dos defensores desta lei, que provocou polêmica nos Estados Unidos, é de que hoje as crianças praticamente não necessitam mais escrever as letras com caneta ou lápis no papel. Seria mais importante elas aprenderem a digitar mais rapidamente, já que quase toda a comunicação acontece por meio de letras de forma nos celulares e computadores.

Se pensarmos bem, a justificativa até que faz bastante sentido. Hoje em dia, tanto na vida pessoal quanto na profissional, o quanto escrevemos com papel e caneta em comparação ao quanto digitamos um texto (quer seja no computador, smartphone, tablets)? Dessa forma a letra de mão já está meio que sendo “abolida” do nosso dia-a-dia por nós mesmos.

Na minha opinião, apesar de ter todo o lado prático da história, essa notícia me entristece um pouco. A letra de mão traz e mostra a personalidade de cada um, inclusive no que se refere a assinaturas, e também nos permite ler documentos históricos.

Fora isso, lembro-me muito bem quando era criança ou pré-adolescente. Eu adorava escrever cartas. Trocava inúmeras delas com minhas primas em Goiás. Ficava ansiosa esperando pela próxima carta escrita à mão, em um lindo papel de carta cheio de desenhos. Triste saber que minha filha jamais saberá o que é receber uma carta de um amigo ou familiar distante pelo correio. Ao contrário, eles saberão a rabujice que o e-mail trouxe às nossas vidas. Para quem esperava dias para receber uma carta, hoje não tem paciência de esperar minutos ou segundos para receber uma resposta de e-mail. Incrível, não é mesmo?

Bem, no que se refere ao fim do ensino da letra cursiva aqui nos EUA só tenho uma coisa a acrscentar: se minha filha se interessar e quiser, vou ficar feliz a beça em ensinar a famosa e “retrógada” letra de mão. Se enquanto criança eu abominava cadernos de caligrafia, hoje em dia eles já trazem doces lembranças de uma era que jamais será vivida pela nova geração.

Caligrafia que saudades de você!!

Unknown

Anúncios

2 comentários sobre “O adeus à caligrafia… snif!

  1. Simone Maria de Moraes disse:

    Embora nas escolas públicas do Brasil isto está longe de acontecer, pois, os velhos cadernos, as canetas e os lápis ainda são muito utilizados por crianças e adolescentes, cada dia estamos mais inseridos na era digital. Na minha profissão (advogada), por exemplo, enviamos petições on line, com assinatura digital, chamada como “peticionamento eletrônico”. Com certeza, os cadernos de caligrafia estarão apenas nas lembranças, o que também me entristece. Um grande abraço e uma excelente semana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s