Desculpe Facebook, “não curti isso”!

“Vocês têm Facebook? Ah, fala sério… tem mesmo? São meus amigos lá, certo? Então acho que vocês não postam nada lá já há algum tempo, não é mesmo? O que??? Sério? Vocês postam todos os dias? Alguém aí casou? Já tem filhos? E como é que eu não fiquei sabendo de nada e nem se quer vi tais notícias no meu “Feed de Notícias”? Estranho…mas olha, vou me certificar de que as configurações estão corretas”. Pois é pessoal… não consigo receber as atualizações dos meus 500 e poucos amigos do Facebook. O que está havendo?

E não é que semana passada ao abrir meu perfil de usuário do Facebook descobri que tenho uma conta de e-mail nova (@facebook.com)?!!! Pois é, e o mais estranho de tudo: não fui eu quem criou e nem mesmo quem colocou este “novo e-mail” como meu e-mail principal de contatos. Legal saber que alguém tem o trabalho de criar um e-mail para você e ainda por cima divulgá-lo sem você saber! Acho que vocês também tem um e-mail desses!

Ontem também descobri que a página do Facebook da minha empresa só publica as notícias postadas para 16% das pessoas que clicaram em “curtir”. Isso quer dizer que todas as outras sequer sabem que estou postando notícias sobre o mercado, e podem até pensar que a empresa não interage socialmente ou sequer atualiza a página. Em relação a isso o Facebook foi categórico em abril de 2012: “se você quer que seus posts atinjam mais de 16% dos membros que curtiram sua página, você tem que pagar”. Hã??? Tem o que???

Lembro-me como se fosse hoje, quando em 2008 o Facebook prometeu ser o site de relacionamentos que tinha o objetivo de unir as pessoas e fazer com que elas compartilhassem seus interesses e opiniões. Também lembro-me muito bem quando este mesmo site prometeu ser sempre gratuito, e respeitar a privacidade de seus usuários. Naquela época eu “curtia isso”.

Hoje o Facebook está na boca do povo, mas não para receber elogios. Essas e outras atitudes por parte de seus administradores perante os usuários não está agradando ninguém, muito pelo contrário. Elas fazem do Facebook um dos sites/empresas com maior índice de aversão. O que fazer? Não há muito o que fazer neste momento, a não ser que as pessoas começem a encerrar suas contas de usuário para que o Facebook sinta na pele as consequências de suas atitudes. Mas convenhamos, isso realmente não vai acontecer… não tão cedo. O jeito então é cada um de nós tentar reverter a situação: em relação ao e-mail indesejado, podemos mudar esta “configuração democrática” que impuseram (vejam aqui como fazer isso). Em relação a visualizar todas as notícias de todos os amigos, temos que “pacientemente” selecionar a configuração desejada para cada amigo (vejam aqui como configurar).

Agora em relação a página profissional do Facebook…o que fazer se você não pretende desembolsar uma grana para fazer com que suas publicações sejam vistas por todos os membros da sua página (o que convenhamos, para quem prometeu um site de relacionamentos gratuito, essa atitude está bem longe deste ideal)? Bem, é simples: o Facebook não é a única mídia social existente. O Twitter é outra arma muito poderosa, que com certeza transmite suas mensagens com mais solidez e profissionalismo. Talvez as pessoas não gostem muito do Twitter por ter um número limitado de palavras por post, mas eu sinceramente adoro e mantenho dois perfis lá (pessoal e profissional). Não há espaço para muita “abobrinha” e você tem a certeza de que sua mensagem chega na linha do tempo dos seus seguidores. Outra alternativa ao Facebook é o Google +, mais conhecido como “cidade fantasma”. Êpa, espera aí pessoal. O Google + não é mais uma cidade fantasma!!! O Facebook que se cuide, pois com todas estas “novas” regras e tentativas de enrriquecer (será que precisa mais???) o Facebook provavelmente terá o destino do “primo pobre” Orkut daqui alguns anos: o óbito. Abre os olhos Facebook, não somos palhaços!!

Anúncios

2 comentários sobre “Desculpe Facebook, “não curti isso”!

  1. Michele Santiago (@MicheleSant) disse:

    Muito bom seu post! A história do email é novidade pra mim. Achei estranho quando comecei a reparar que na parte inferior dos posts na página profissional havia a mensagem ”XXX people reached”. Como assim só isso? Não adianta, empresa que vê oportunidade de negócio mesquinho, vai acabar sem consumidor. Ou pelo menos com menos consumidores. Bjo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s