Juntos 24hs por dia…

Dá para imaginar ficar junto do seu marido/esposa/parceiro todos os dias e 24 horas por dia? Eu nunca imaginei algo assim na minha vida e agora estou aprendendo a conviver com isso.

Os namorados sonham com o dia em que poderão ficar 24 horas por dia todos os dias juntos, e quando as pessoas se casam percebem que esta convivência não é nada fácil e não é privilégio de todos.

Meu marido e eu trabalhamos juntos em nossa empresa de tradução desde o começo de abril deste ano, e após quase dois meses já posso dizer que meu instinto feminino está gritando. Logo nas primeiras semanas eu estava nas nuvens… conseguíamos fazer o que nunca tínhamos tempo para fazer durante a semana, como por exemplo supermercado, shopping e até passear. A sensação de entrar em um supermercado vazio é indescritível, hehehe.

Somos um casal unido, nos damos bem em 99.9% das vezes e adoramos ficar juntos. Somos felizes. O problema é que depois de um certo tempo vivendo e trabalhando ao lado de nossos maridos, nós mulheres percebemos a influência de outros fatores. Gostaria de compartilhar algumas situações e as possíveis soluções encontradas, que no nosso caso está funcionando perfeitamente.

– A presença do marido em casa o dia todo – É “diferente”, e tenho certeza de que de alguma forma as mulheres hão de concordar que por melhor que o marido ou companheiro seja é estranho ter a presença dele em casa o dia todo. Lembro-me que muitas amigas minhas me contavem que ficavam angustiadas nas férias dos maridos, pois eles ficavam “perambulando” pela casa o dia todo. Confesso que apesar de o meu caso ser um pouco diferente, pois trabalhamos juntos e conduzimos uma empresa juntos (home office), tenho sim algumas crises em relação a isso. A solução encontrada? Nossos intervalos de trabalho são diferentes, e quando chega a minha vez saio sozinha para ter um tempo para mim mesma. Ele faz o mesmo. E assim não nos sentimos “saturados” da presença alheia.

– Nossas estações de trabalho não são próximas – Como trabalhamos juntos o dia todo optamos por colocar nossas mesas em posições opostas. A minha fica de frente para a janela e a do marido fica atrás da minha mesa, mas de costas para mim. Desta forma temos privacidade com nossos computadores e tarefas.

– Dividimos as atividades domésticas – Já que o marido está trabalhando em casa, por que não delegar tarefas domésticas? Aqui dividimos tudo. De manhã um faz a cama e o outro lava a louça ou prepara o café. Um faz o almoço ou janta e o outro fica encarregado de lavar a louça. Um limpa o banheiro e o outro cuida das roupas, e assim vai. Dividir as atividades domésticas com certeza diminui o “peso” de ter o marido em casa o dia todo e com certeza alivia o stress feminino.

– Cada um faz uma atividade semanal fora de casa – É importante que cada pessoa tenha a sua vida própria além do casamento. Por isso, enquanto um gosta disso, o outro gosta daquilo, e assim cada um faz uma atividade diferente e separado do cônjuge (cursos, aulas, sair com amigos etc.). Isso é simplesmente essencial. No nosso caso decidimos fazer academia juntos, mas lá na academia cada um faz a sua série, as aulas que gosta etc. e nos encontramos na saída. Em julho vou fazer um curso de idiomas (que ele não tem interesse), e tenho certeza de que será ótimo para os dois ficar este tempinho a mais separados.

Como vocês podem perceber estas soluções simples podem ajudar e muito na convivência, porém, os homens ainda têm de lidar com o temperamento das suas mulheres (que confesso não ser nada fácil). Por exemplo: as vezes o coitado do marido não faz nada, não fala nada, não age errado mas mesmo assim perco a paciência mais facilmente e me sinto irritada. Vai entender… Estranho? Sim é, mas isso acontece e muito com a maioria, se não com todas as mulheres.

Queridos leitores da ala masculina, ainda não tenho a solução para este problema, mas prometo abordá-lo em breve em um outro post para ajudá-los a compreender melhor o nosso universo 🙂

Anúncios

4 comentários sobre “Juntos 24hs por dia…

  1. Camila Picolli disse:

    Legal Nadja!
    Eu e o meu marido fazemos bastante coisas separados (trabalho, estudo, academia). Mas estamos acostumados a tomar café da manhã, almoçar e jantar todos os dias juntos. Quando ele não almoça comigo eu sinto saudades, acredita?
    Beijos!

  2. Beta disse:

    Na,
    Como você bem sabe e viu ao vivo, compartilho as mesmas bênçãos e maldições de se trabalhar com o marido.
    Ainda que tenhamos empresas diferentes, o escritorio e no mesmo espaco.
    Para quem pensa em fazer o mesmo, este post e de muita utilidade.
    Parabéns Nadja flor querida e boa sorte para todas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s