A América se rende ao Super Bowl

Está tudo preparado para o evento do ano aqui na América. Não se fala em outra coisa, a não ser no Super Bowl. Para quem não sabe, este domingo será palco da decisão do campeonato nacional de futebol americano e este acontecimento mexe com todo o país. Vou contar para vocês um pouquinho sobre isso.

Eu sempre achei o futebol americano um esporte violento ( o que não deixa de ser verdade), e confesso que nunca gostei muito não. Até cheguei a perguntar para meu marido e para o povo daqui porquê este esporte se chama “Futebol” sendo que a bola só é chutada no início da partida e quando se faz o chute ao gol após o “touchdown”. Na verdade nem mesmo a palavra “Gol” é usada. Para variar, nem os próprios americanos não sabem a resposta. É futebol e pronto, dizem eles. Sinceramente eu diria que se trata de um pega-pega, ou não deixa a bola cair etc.

Fato é que após três anos morando aqui e acompanhando o marido nos jogos todos os domingos…me fez gostar e me interessar um pouco pelo esporte.  Mas, voltando ao Super Bowl..

O Super Bowl é o maior evento desportivo e a maior audiência televisiva do país, assistido anualmente por milhões de pessoas nos Estados Unidos (e em todo o mundo). É também um evento que apresenta a publicidade mais cara da televisão; patrocinadores desembolsam pequenas fortunas para exibirem suas propagandas no intervalo.

O Super Bowl também é o dia que tem o segundo maior consumo de comida aqui na América, ficando atrás apenas do Dia de Ação de Graças. A cidade sede do evento é escolhida previamente pela NFL (Liga Nacional de Futebol) independentemente se o time da cidade participará ou não da final.

Este ano a competição acontecerá em Indianápolis, e a disputa será entre New England Patriots (Boston) e o New York Giants (Nova Iorque). Vale lembrar que o marido da brasileiríssima Gisele Bundchen, Tom Braddy estará jogando na Super Bowl pelo time de Boston.

Por aqui esta tudo preparado já, desde recepções nas casas de amigos para o grande jogo até mesmo “brunchs” em restaurantes no domingo. Para variar, nós vamos assistir (apesar de não torcemos para nenhum desses times). O fato do nosso time do coração (Seattle Seahawks) não ter chegado nem perto das preliminares este ano, vamos seguir a tradição americana e assistir a este grande evento.

O lance é me preparar para comer muito e assistir um jogo que, apesar de ter apenas 60 minutos de duração, só termina depois de aproximadamente três horas. Haja paciência, mas no intervalo podemos nos entreter vendo a Madonna tocar!!!

Anúncios

Um comentário sobre “A América se rende ao Super Bowl

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s